Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘cães’

Em novo reality, cães tentam abocanhar prêmio de US$ 250 mil para seus donos

Os 12 times participantes posando para foto em frente a casa da "Academia de Cães".

Os 12 times participantes posando para foto em frente a casa da "Academia de Cães".

Os doze candidatos do novo reality show. Em qual deles você aposta?

Os doze candidatos caninos do novo reality show. Em qual deles você aposta?

Estreia na terça-feira, dia 11, o novo reality show do GNT: “Academia de Cães”, originalmente conhecido como “Greatest American Dog” e produzido pelo canal americano CBS. Os participantes são 12 cachorros que enfrentam tarefas em uma academia canina, na companhia de seus fiéis donos. Ao fim do programa, um deles ganha o título de “Maior Cão da América”. O cão vencedor ainda abocanha a quantia de 250 mil dólares para seu dono.

Os cães são das mais variadas raças. Alguns foram adestrados por profissionais, mas outros foram simplesmente treinados em casa. A cada episódio, as duplas passam por tarefas para provar qualidades, como trabalho em equipe, agilidade e lealdade ao dono. A cada semana, uma dupla é eliminada.

Anúncios

Read Full Post »

THAÍS FONSECA

Rodeada de papéis velhos e tábuas, Bolinha dorme tranquilamente sob o Viaduto do Glicério, reduto de trabalho de catadores de papel no centro de São Paulo. A filhote, uma vira-lata de poucos meses de vida, é um dos cães que circulam no local, em meio aos sacos de lixo que chegam e que são separados manualmente para reciclagem.

José Antônio Horácio, catador de papel e morador de rua que cria seis cães

José Antônio Horácio, catador de papel e morador de rua que cria seis cães

"O meu trabalho é para comprar comida para mim e para os meus cachorros", diz Horácio

"O meu trabalho é para comprar comida para mim e para os meus cachorros", diz Horácio

À vontade no cenário, os cães são mais que observadores do trabalho já que costumam, em muitos casos, acompanhar os catadores de lixo nas “andanças” pela cidade. Além de guardar a carroça, acabam desenvolvendo uma relação profunda de amizade com o catador e, não raro, são mencionados como membros da família, como no caso de Bolinha. “Minha vida sou eu e meus cãezinhos”, diz José Antônio Horácio, o dono, que cria mais cinco.”Comigo, somos em sete cães”, brinca.

Bolinha, filhote de vira-lata, é o mais novo membro da ''família'' de José Antônio Horácio, dono de mais cinco cães

Bolinha, filhote de vira-lata, é o mais novo membro da ''família'' de José Antônio Horácio, dono de mais cinco cães

Catador de papel e morador de rua há quase vinte anos, Horácio adotou há cerca de quinze Princesa, uma cadela que encontrou por acaso. Depois dela, mais cães abandonados cruzaram seu caminho e ganharam nomes como Cartuxo, Pelé e a Bolinha, última a ser adotada. São eles que dormem ao redor da moradia improvisada sob o viaduto e que o avisam da presença de estranhos, sejam eles humanos ou, o mais comum, outros animais, como ratos e insetos.”Eles matam tudo”, diz o dono, orgulhoso.

A escolha de montar sua “cabana”, diz ele, foi influenciada pelos próprios cães, já que muitos albergues da cidade não aceitam a entrada de animais. Sem coragem de deixá-los sozinhos e pouco habituado aos horários impostos, decidiu morar na rua com os companheiros que, garante, são vacinados e bem alimentados. “O meu trabalho é para comprar comida para mim e para os meus cachorros”, diz, apontando o macarrão amontoado sobre uma folha de jornal, colocado para os cães.

O resultado da dedicação de Horácio é retribuída: eles o seguem por toda a parte e parecem a todo momento querer brincar com o dono. “É só eu pegar a carroça que eles me acompanham”, diz, explicando que todos ficam soltos, com exceção de Bolinha que, por ora, é levada na carroça.

Renildo dos Santos faz carinho em Leão, seu companheiro de ''andanças''; segundo o dono, o cão é capaz de encontrá-lo sozinho pela cidade

Renildo dos Santos faz carinho em Leão, seu companheiro de ''andanças''; segundo o dono, o cão é capaz de encontrá-lo sozinho pela cidade

Leni Alves de Sousa, esposa do catador de lixo Renildo dos Santos, recebe carinho de Leão, o cão da família

Leni Alves de Sousa, esposa do catador de lixo Renildo dos Santos, recebe carinho de Leão, o cão da família

A companhia pelas ruas também faz parte da vida de Leão, vira-lata de média estatura que costuma acompanhar Renildo dos Santos, embora algumas vezes, por cansaço ou distração, ele volte para casa antes da hora. Em outras, Leão perde a saída de Renildo mas, profundo conhecedor do trajeto do dono, consegue encontrá-lo no meio do caminho. “Quando eu quero encontrar meu marido pergunto ao Leão”, conta Leni Alves de Souza, esposa do catador.

Embora se mostre manso com estranhos, os donos o consideram um bom cão de guarda, capaz de vigiar a carroça, responsável pelo “ganha pão”. “Ele pode não morder a pessoa, mas reconhece a carroça e vai atrás”, diz Renildo, confiante das habilidades do cão. O cansaço por causa da idade e o senso de localização de Leão evitam que ele próprio seja roubado, o que pode acontecer no local. “Algumas pessoas roubam cães para vender”, diz Renildo, que afirma já ter tido um de seus cães roubados certa vez.

Luís Felício abraça Neguinha, sua cadela que, segundo ele,''não tem preço''

Luís Felício abraça Neguinha, sua cadela que, segundo ele,''não tem preço''

Além dos “acompanhantes”, há ainda os que aguardam em casa a volta dos donos. É o caso de Luís Felício, catador de papel e morador de rua (sob o viaduto) há vinte anos, que cuida de Neguinha, uma poodle preta. Com ela no colo, o catador explica que deixa a cadela em casa quando vai trabalhar. O problema, diz ele, é que além da idade avançada, ela é cheia de manha. “Quando vai comigo só quer colo”. Com carícias e beijos em Neguinha, ele elogia incansavelmente a beleza da cachorra. “Uma vez uma madame me perguntou quanto eu queria para vendê-la”. A resposta, diz ele, não foi muito educada. “A Neguinha não tem preço, onde eu for vou levá-la comigo”, afirma.

Laudison da Silva segura seu cãozinho, um dos dois filhotes que cria em sua moradia sob o viaduto

Laudison da Silva segura seu cãozinho, um dos dois filhotes que cria em sua moradia sob o viaduto

Catadores e cães mostram amizade intensa sob o Viaduto do Glicério, no centro de SP

Catadores e cães mostram amizade intensa sob o Viaduto do Glicério, no centro de SP

Caquinha circula à vontade entre os sacos de lixo

Caquinha circula à vontade entre os sacos de lixo

Caquinha, cadela que acaba de dar à luz, ganha carinho da dona, Cremilda dos Santos, que trabalha com a reciclagem do lixo

Caquinha, cadela que acaba de dar à luz, ganha carinho da dona, Cremilda dos Santos, que trabalha com a reciclagem do lixo

Próximo à moradia de Felício, Laudison da Silva também aparece para mostrar suas filhotes, Natasha e Sofia, que brincam sobre o colchão do dono. Uma delas, mesmo pequena, tem defeito em uma das patas, causado por atropelamento, o que não impede que siga o dono com frequência. Ao falar sobre a considerável quantidade de cães que vivem no local, Laudison diz não se admirar. “O cão é o melhor amigo do homem: não fala mal de você e estão sempre ao seu lado, em qualquer situação”, filosofa.

Read Full Post »

Cachorros são realmente animais muito inteligentes, capazes de aprender por associação e com grande memória, podendo lembrar de diversos truques e situações por muito tempo. A inteligência dos cães permitiu que fossem e ainda sejam treinados para as mais diversas funções, desde de regras de higiene básicas, pequenos truques, até as grandes demonstrações de compreensão e inteligência que podemos ver em cães-guia e cães de pastoreio entre outros.

Algumas pessoas pensam que, por serem tão espertos, os cachorros vão entender tudo sozinhos, que eles ” já nascem treinados”. Obviamente isto não acontece e em muitos casos é um fator de decepção do dono despreparado com o cão. Todos os cães, independentemente da raça precisam ser ensinados pelo dono para aprenderem as regras da casa ou usarão sua inteligência para “descobrir como destampar a lata de lixo”, “aprender como fugir de cercados” ou “como abrir portas” entre outras demonstrações de inteligência que normalmente incomodam os donos. Desde cedo é preciso mostrar ao filhote o que ele pode e não pode fazer, e nunca abrir excessões. Cães não entendem a linguagem humana, se você disser: “só dessa vez” por mais esperto que seja ele não vai entender que não deve subir no sofá de novo, mas quase com certeza será esperto o suficiente para perceber que se insistir pode conseguir novamente.

Alguns cães são tão espertos que “adestram” seus donos ao invés de serem adestrados por eles. Quando um cachorro chora pedindo comida e nós atendemos ao pedido estamos fazendo a vontade do cachorro, ou seja, o cão ensinou o dono a dar o petisco sempre que ele pedir, alguns cães “ensinam” seus donos a fazerem carinho quando latem e não é incomum ouvir donos reclamarem que só conseguem fazer o cachorro parar de latir fazendo carinho. Todos estes comportamentos começam aos poucos e podem ser evitados com uma educação adequada. Se o futuro dono de um cachorro tiver em mente que deve adestrar seu cachorro e não “ser adestrado por ele” a convivência entre os dois será bem melhor.

A inteligência individual do cachorro entretanto depende de vários fatores, como o ambiente onde vive e a quantidade de estímulos que recebe, mas também depende da raça. Um dos maiores estudiosos do assunto é o Dr. Stanley Coren que publicou um livro sobre o tema em 1994. Seu livro ” A inteligência canina” contém um ranking de inteligência que enumera diversas raças de cães de 1 a 79 de acordo com sua inteligência. Contudo, nem mesmo o Dr. Stanley Coren com sua extensa pesquisa envolvendo criadores e adestradores conseguiu agradar a todos. Muitos donos de cães de raças consideradas menos inteligentes pelo livro argumentaram que seu cachorro era muito mais inteligente que o cão do vizinho, de uma raça teoricamente mais esperta.

A verdade é que o ranking de inteligência canina do Dr. Coren deve ser entendido mais como um ranking de adestrabilidade que como um ranking de inteligência proriamente dito. As raças que ocupam as primeiras colocações são aquelas que respondem bem a treinamentos e memorizam comandos mais rapidamente, ou seja, possuem um tipo de inteligência mais adaptado à convivência com humanos, um desejo de agradar seus donos mais evidente e um poder de concentração maior. Outras raças, presentes nas últimas colocações do ranking não respondem bem a treinamentos e não gostam de treinos de repetição, não por serem mais “burras” mas, aparentemente por terem menos paciência e se distraem facilmente com o ambiente. Em geral cães de raças originalmente de caça costumam se distrair facilmente pois o menor movimento no ambiente pode chamar sua atenção como uma possível presa.

Em que lugar aparece a raça do seu cão?

Apesar de tudo, o ranking continua sendo a melhor referência para futuros donos se informarem. Donos que desejem que seus cães sejam obedientes e bem treinados não deverão escolher uma raça como o borzoi ou o Buldog inglês, ou, caso escolham, devem estar conscientes que terão bastante trabalho.

1. Border Collie
2. Poodle
3. Pastor Alemão
4. Golden retriever
5. Doberman
6. Pastor de Shetland
7. Labrador
8. Papillion
9. Rottweiler
10. Australian Cattle Dog ou Boiadeiro Australiano
11. Welsh Corgi Pembroke
12. Schnauzer Miniatura
13. Springer Spaniel
14. Pastor Belga Tervuren
15. Pastor Belga Groenandel
Schipperke
16. Collie
Keeshound ( Spitz lobo )
17. Braco Alemão de Pelo Curto
18. Cocker Spaniel Inglês
Flat Coated Retriever
Schnauzer Standard
19. Spaniel Bretão ou Brittany
20. Cocker Spaniel Americano
21. Weimaraner
22. Pastor Belga Malinois
Bernese Montain Dog
23. Spitz Alemão Anão
24. Cão D’água Irlandês
25. Vizsla
26. Welsh Corgi Cardigan
27. Yorkshire Terrier
Chesapeake Bay Retriever
Puli
28. Schnauzer Gigante
29. Airedale Terrier
Bouvier de Flandres
30. Border Terrier
Briard
31. Springer Spaniel Gaulês
32. Manchester Terrier
33. Samoieda
34. Field spaniel
Terra Nova
Terrier Australiano
American Stafford Terrier
Gordon Setter
Bearded Collie
35. Setter Irlandês
Cairn Terrier
Kery Blue Terrier
36. Elkhound Norueguês
37. Pinscher Miniatura
Affenpinscher
Soft Coated Wheaten Terrier
Silky Terrier
38. Norwich Terrier
39. Dálmata
40. Soft Coated Wheaten Terrier
Bedlington Terrier
Fox Terrier Pelo Liso
41. Curly Coated Retriever
Wolfhound Irlandês
42. Kuvasz
Pastor Australiano
43. Pointer
Saluki
Spitz da Finlândia
44. Cavalier King Charles Spaniel
Braco Alemão de Pelo Duro
Coonhound preto e fogo
Cão D’água Americano
45. Husky siberiano
Bichon Frisé
Spaniel Toy Inglês
46. Spaniel do Tibet
Foxhound Inglês
Foxhound Americano
Greyhound
Grifo de Aponte de Pelo Duro
47. West highland white terrier
Deerhound escocês
48. Boxer
Dogue Alemão
49. Teckels
Stafforshire Bull Terrier
50. Malamute do Alaska
51. Whippet
Shar Pei
Fox Terrier Pelo Duro
52. Rodesian
53. Ibizan Hound
Welsh Terrier
Irish Terrier
54. Boston Terrier
Akita
55. Skye Terrier
56. Norfolk Terrier
Sealyham terrier
57. Pug
58. Bulldog Francês
59. Grifo Belga
Maltês
60. Galgo Italiano
61. Cão de Crista Chinês
62. Dandie Dinmont Terrier
Pequeno Grifo da Vendéia
Terrier Tibetano
Chin Japonês
Lakeland Terrier
63. Old English Sheepdog
64. Cão dos Pirineus
65. São Bernardo
Scottish Terrier
66. Bull Terrier
67. Chihuahua
68. Lhasa apso
69. Bullmastife
70. Shih Tzu
71. Basset Hound
72. Mastin Napolitano
Beagle
73. Pequinês
74. Bloodhound
75. Borzoi
76. Chow Chow
77. Bulldog Inglês
78. Basenji
79. Afghan Hound

Read Full Post »

Imagem2iphone

Imagem1iphone

Imagem5iphone

Imagem4iphone

Opinião do moderador: Faça um teste e veja se vale a pena antes de baixar e mande sua opinião. Segue o link: http://tinyurl.com/bws2qh

Read Full Post »